sábado, 19 de dezembro de 2015

[Quanto Tempo tem o Tempo?]

Mais uma vez esta semana foi caótica - e eu achava que este ano ia ser uma seca por só ter aulas duas vezes por semana! 
Trabalhos entregues, trabalhos praticamente terminados, trabalhos que nem sequer estão começados.
E as prendas? Para os de casa - os mais importantes - zerinho. Não há presentes. Debaixo da árvore, só mesmo os que são para oferecer aos outros... E mesmo assim, faltam alguns.
Ainda não tive tempo de embrulhar nenhum.
Entre fazer as vontades à minha mãe - como levá-la ao cabeleireiro e ficar à espera; levá-la ao shopping para comprar qualquer coisa gira e maquilhá-la para jantares de Natal - e ajudar o meu irmão que mal tempo tem para dormir - ficar até às 2h30 da manhã a costurar-lhe uma capa de Rei Mago e fazer-lhe uma coroa de cartolina para a praxe de Natal do dia seguinte...

...sobra-me pouquíssimo tempo para fazer os meus trabalhos. Neste momento está tudo atulhado num canto da secretária à espera do dia D. E já nem falo das minhas coisas. Já nem falo em tratar de mim, que isso pode esperar. Mas custa-me ainda não ter embrulhado os presentes como eu queria, custa-me não conseguir apostar mais no meu novo projeto, custa-me não ter mais tempo para o blog, custa-me não conseguir arrumar a casa como a minha mãe gosta.

Custa-me, sobretudo, não conseguir aproveitar esta época como eu gosto.
Só sei que chego à cama e adormeço no segundo seguinte - coisa que já não me acontecia há mesmo, mesmo muito tempo...

Acho que no Natal vou pedir tempo. É isso mesmo que eu preciso.


[Sticky&Raw]
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

1 comentário:

patricia silva disse...

Também sinto isso tantas vezes... Parece que o tempo foge por entre os dedos das mãos e não o conseguimos agarrar e aproveitar em condições. Quando não tenho muito tempo para o meu blog também me sinto assim triste, adoro o que faço!
Que o ano novo te traga coisas boas, kiss^^

http://somerandomthoughtsandthings.blogspot.com/