quarta-feira, 16 de agosto de 2017

raise your glass

Segunda foi um dia feliz. Assim no geral.

O sol esteve quentinho, almocei em boa companhia numa esplanada no Centro Histórico, trabalhei no que mais gosto de fazer, e foi o dia oficial em que assumi um compromisso em frente a toda a gente. Um novo desafio a que me proponho e que eu espero ter tempo para fazer tudo aquilo que eu pretendo fazer. Estou feliz com a minha decisão e estou feliz por achar que sou capaz de fazer mais, em vez de ficar sentada no sofá a ver os outros fazerem por mim.

Mas fiquei ainda mais feliz por saber novidades de uma amiga. Foi o melhor momento do dia saber que tudo correu como eu já sabia que ia acontecer. Mas ontem tive a confirmação. E saber disso, foi como se me tivesse acontecido a mim. Ela merece tudo, tudo de bom! E pelo apoio que também me deu, estando lá e dizendo-me palavras bonitas, à nossa maneira, no momento em que eu assumi o meu novo desafio. Percebi que realmente nos queremos bem assim, mutuamente, sem invejas, sem desconfianças. Queremo-nos bem só porque sim, porque sabemos que ambas merecemos e trabalhamos muito para nos acontecer o que nos está a acontecer.

E o resto, não interessa ;)
Parabéns Muer!


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

agosto

O fim-de-semana foi super.

Deu para descansar muito pouco. Trabalhar muito-muito mas também me diverti. Sábado de manhã tive que sair cedo de casa para ir aqui e ali fazer recados e aproveitei a minha cidade pela fresca... Mas na verdade já estavam uns 30º. À noite depois de jantar como um lorde, fui ao festival que estava a decorrer no Centro Histórico, o L'agosto. Amei. O ambiente, o espaço, a música, tudo. Conheci umas bandas muito boas e já tenho playlist para a semana. Cheguei a casa tardíssimo. Domingo às 9h já estava a pé e pronta para pôr mãos à obra. Cheguei a casa perto da hora do almoço e depois passei a tarde toda a estudar e a trabalhar no computador. À noite, por volta das 22h, voltei a sair de casa para trabalhar mais um bocado.

Mas adoro o que faço.
Uns dizem que é sorte, mas a verdade é que é 99% de trabalho.



Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

domingo, 13 de agosto de 2017

calmaria

Para quem vai trabalhar esta semana mas quer manter um pezinho (literalmente) nas férias, então acho que este look funciona bem. E vocês o que acham?
Vestido 22,95€, Carteira 25,95€, Chinelos 9,95€ Zara | Brincos 5,99€ Parfois | Óculos de Sol 15,99€ Mango

Já tinham saudades destes posts por aqui ou nem por isso?


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Vamos lá ver...

Já posso inaugurar a minha lista de pedidos ao Pai Natal ou ainda é cedo demais?

Zara 99,95€


Mango 119,99€ (ambos)

E eu que só me viro para casacos?


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

make up

Não gosto muito de rosa. Vocês já devem ter percebido isso. Aliás, não gosto de nada que seja demasiado feminino como folharecos, laços e coisas assim. A não ser que combine tudo isso com outras peças absolutamente masculinas ou desportivas.

Mas há um tom que me anda a fazer suspirar esta estação, tenho que confessar.
Chamam-lhe rosa velho ou maquilhagem. Como preferirem. Eu chamo-lhe o único rosa-fofo que até sou menina para usar. Não é nude, não é bege nem é rosa claro ou rosa bebé.

É um tom bonito, suave e que vai bem com o meu tom de pele e cabelo - melhor do que eu imaginava. Vou andar de olho nela ;)

Vocês acham que é uma cor bonita ou meio estranha?


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

terça-feira, 8 de agosto de 2017

bimba, com muito gosto

É o chamado "venha o diabo e escolha". Mas na verdade, é impossível optar. São todas lindas e cheias de pinta. Por mim podiam vir todas que eu tenho espaço e amor para dar.

Já imagino num look bem descontraído e fresco, talvez até com umas Vans clássicas nos pés, um calções curtos, uma camisa XXL, óculos de sol e um rabo de cavalo mal apanhado... Sonhar não custa.
148€ | 195€ | 212€
Bimba y Lola


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

turbo


Voltei.
As férias estão oficialmente terminadas e agora é de vez. Acabou a boa vida, acabou a cabeça no ar e os pés na água do mar. Há tanto para fazer...

Os emails já foram lidos (tantos emails, senhores...), algumas tarefas mais urgentes já foram despachadas. Preciso de me organizar agora. Preciso de voltar a pôr tudo no sítio: manicure, cabeleireira, atualizar os projetos TODOS, arrumar, limpar e ligar o turbo para uma maratona de relatório de estágio. Finalmente encontrei O tal assunto que eu quero estudar. Finalmente.

No meio de tudo isto, inicia-se um novo projeto grande, bonito, feito com coração, de mim para a comunidade e eu só quero começar a mudar as coisas, aos pouquinhos. Mas para já tenho que pôr um travão na minha vontade toda porque primeiro está o relatório. Primeiro está o relatório, ouviste pá??? PRIMEIRO ESTÁ O RELATÓRIO.

Por isso, esta menina aqui vai andar numa roda viva, cheia de coisas para fazer e feliz da vida, por ter estas oportunidades todas de fazer o que mais gosta. E isso é impagável...




Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

sexta-feira, 28 de julho de 2017

tasca encerrada

O blog vai voltar a fechar para férias durante uns dias.

Agora sim, para o dolce fare niente.
Bom, mais ou menos. Vou levar PC, vou levar documentos para ler e vou com a intenção de trabalhar, mas num sítio pacífico e de biquini vestido. Já não é mau.
Depois é sempre a dar-lhe até ao final do ano.

Ando mais entusiasmada do que nunca com os novos projetos que tenho em mãos, a nascer, ainda numa fase embrionária (como eu gosto desta fase...). É todo um fervilhar nesta minha cabeça. Também nunca estive tão exausta e com a sensação de nunca conseguir terminar o trabalho, mas também nunca me senti tão realizada e feliz com o que temos atingido. Sim, temos, porque ninguém chega a lado nenhum sem uma grande equipa (ou várias) ao nosso lado.

Mas isso são temas para um outro post ;)

Eu volto! Sigam no Instagram.


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

quarta-feira, 26 de julho de 2017

segunda-feira, 24 de julho de 2017

grécia | os preparativos

Perguntaram-me como é que aconteceu todo o processo antes de pôr os pezinhos no avião. Bom, foi tudo muito pacífico, na verdade. Envolveu bastante pesquisa, claro que sim, porque não queríamos perder nada de importante, nem nos queríamos meter por caminhos estreitos. Mas vamos por partes:

O destino
Como já disse num post em baixo, escolher o destino das férias foi bastante aleatório. Quase tanto como fazer girar o globo e apontar para um sítio à sorte. Mas mesmo depois de termos decidido, ainda houve um dia de ponderação. A Croácia era o plano B, caso já não houvesse "espaço" para nós na Grécia por irmos em julho e por já estarmos a comprar tudo em cima da hora. Não foi o caso e correu tudo pelo melhor.

Os voos
Estivemos vários dias a ver preços de voos e escalas, na esperança que ficassem mais baratos ou que apanhássemos alguma oportunidade. Não aconteceu. E antes que subissem mais, compramos. Porto - Milão e Milão - Atenas. Mas se quiserem um conselho, por vezes mais vale gastar mais um pouco e comprar voos diretos do que perder um dia inteiro na viagem. É tudo uma questão de prioridades.

O Roteiro
Depois dos voos comprados, não havia nada a fazer. Íamos mesmo para a Grécia. Faltava saber o que íamos visitar nesse país com mais de 6000 ilhas (!!!) e ainda um vasto, importante e interessante território continental. A decisão foi difícil. Já tínhamos definido que Santorini e Mykonos eram paragens obrigatórias. Depois começamos por pesquisar em vários blogs, fóruns, sites, artigos e imagens os pontos mais importantes do país. Fizemos uma lista com todos aqueles que gostaríamos de visitar e concluímos que Creta tinha que entrar no roteiro. É uma ilha cheia de história, cheia de tudo, que vale mesmo a pena visitar. Depois disso, começamos a distribuir as visitas pelos dias que tínhamos disponíveis e chegamos à conclusão que teríamos que excluir uma das ilhas. Não dava para fazer Creta-Santorini-Mykonos e ainda Atenas. Não dava porque não íamos ter tempo para conhecer convenientemente nenhuma delas e, por isso, tivemos que abdicar de uma. Riscamos Mykonos da equação porque, segundo o que lemos, é semelhante a Santorini mas com o dobro dos turistas e com um custo de vida duplamente mais alto. Decisão tomada e sem arrependimentos.

Definimos que em Creta iríamos descer a Samaria (das melhores experiências da minha vida!) e visitar Elafonisi. Ainda queríamos conhecer a Balos Lagoon e a Vai Beach. E eu ainda estava a torcer para visitar Spinalonga. Mas era impossível. Creta é GIGANTE e não dava para conhecer toda a costa em apenas 4 dias. Impossível. Mesmo se ficássemos por lá os 10 dias, ia ser muito difícil conseguirmos visitar tudo. Limitámo-nos então à zona Oeste da ilha que é riquíssima e ainda está quase intocável pelo Homem, uma surpresa para mim. Mas sobre isso, posso falar noutro post.

Em Santorini concordamos que íamos descansar. Se pudéssemos visitávamos o vulcão e íamos ver o pôr-do-sol a Oia. Não fomos com nada definido nem "horas marcadas".

Em Atenas, como só íamos ficar um dia, CLARO que íamos à Acrópole.

O Alojamento
Foi a "preocupação" seguinte. Depois de termos definido o roteiro, era importante escolhermos sítios estratégicos para ficarmos alojadas. Começamos por pesquisar a geografia das cidades, bem como pontos importantes (aeroporto, porto, estação de autocarros...) e também perceber onde é que havia praia e diversão. Tudo para poupar nos transportes - temos que ser espertas.

Em Creta fizemos opções mais lógicas. Ficamos a primeira noite num hotel, já que aterrávamos por volta da meia-noite e meia e íamos diretas para lá. No dia seguinte viajávamos para outra cidade. Por isso, esse hotel tinha mesmo que ficar perto do aeroporto (15 minutos de taxi) e da estação de autocarros (10 minutos a pé). Tivemos o bónus de também ficar bem no centro da cidade e de toda a animação, mas praia, nem vê-la. Havia mar ao lado mas nada de areal. Na segunda cidade fomos ainda mais lógicas: precisávamos de um bom sítio para descansar (iam ser dias duros), onde houvesse uma cozinha para fazermos as refeições e tinha que ficar próximo da estação de autocarros. Não era necessário que ficasse no centro, porque não íamos ter a oportunidade de sair à noite. Escolhemos um apartamento, o melhor de todos, com uma localização perfeita. Ficamos lá duas noites. Ao quarto dia, regressamos ao hotel onde ficamos na primeira noite. Chegamos lá às 23h30. Foi tomar um banho quente e ir dormir. No dia seguinte, às 9h30 dirigímo-nos ao o porto (que ficava a 15 minutos a pé) para apanhar o ferry para Santorini.

Em Santorini alugamos um quarto num hostel. Foi o pior porque não correspondia exatamente ao que mostravam nas fotografias. Por fora era lindo, estava bem localizado, tinha uma vista do caraças, tínhamos uma varanda e um terraço privado e ainda uma piscina e um alpendre para tomar o pequeno almoço (que era gratuito) com vista para o mar. Mas os quartos eram pequenos, a casa de banho não estava assim tãaaaao limpa como devia e nem vestígios de cozinha. Nada. Nem comunitária. Tivemos que almoçar e jantar fora durante os 3 dias que ficamos em Santorini. 

Já em Atenas, alugamos um studio numa área que nos pareceu central. E era MESMO. Ficava junto ao Parlamento, numa zona muito movimentada e junto ao metro que nos levava para qualquer lugar. O studio ficava num prédio de escritórios. Tinha sido adaptado e agora era um quarto com algum equipamento de cozinha (quase nada) e uma casa de banho. Não tinha vista nenhuma, mas era confortável e serviu perfeitamente para dormir 2 noites.

Reservamos os alojamentos através do Booking e do Hostelworld e não tivemos qualquer problema.

Os transportes
Nas ilhas os únicos transportes públicos que existem são os autocarros. Todos eles têm boas condições, ar condicionado e vidros escuros. Há taxis (que não têm taxímetro) e o que não falta são carros, motas ou moto 4 para alugar. Já em Atenas, sendo a capital, já estão a ver que têm um sem fim de transportes que podem escolher. Nós andamos de metro e de elétrico. Não usamos o taxi por conselho de um amigo que fizemos em Santorini e que era natural de Atenas. Disse-nos que eles costumam "roubar" os turistas, que o preferível era usar o metro.

Bom, mas quanto a isto não têm que se preocupar. Há transportes para todo o lado e a todas as horas. Não stressem, não tentem comprar antes do tempo. É tudo muito tranquilo e normal, como se estivéssemos em Portugal.

Já os ferrys, bom, os ferrys foram a facada no orçamento. Há poucas empresas a fazer o transporte e como há poucas (ou nenhumas) alternativas, toda a gente tem que embarcar para sair ou entrar na ilha. É por isso que eles carregam bem nos preços. Mas descansem que ao menos são de excelentes condições e não vão nem notar que estão a navegar. Por acharmos mais seguro, compramos as viagens em Portugal com alguma antecedência. Aconselho a fazerem o mesmo, visto que são às centenas e centenas de turistas a embarcar e há poucas viagens por dia. Correm o risco de não terem lugar e terem que esperar para o dia seguinte para conseguirem embarcar. Fizemos duas viagens de ferry: Creta-Santorini que durou 2 horas e Santorini-Atenas que durou 8 looooooongas horas. Tão longas que li um livro inteiro na viagem.

A Mala
Parecendo que não, a mala faz parte da preparação de uma viagem e tem toda uma influência na mesma. Nós escolhemos viajar de mochila às costas. Era mais prático, era mais seguro (não ia para o porão) e era o nosso estilo. Foi a melhor opção. Se soubessem a pena que tinha de algumas alminhas a subir e descer as escadas de Santorini de trolley... As únicas coisas que comprei em específico para a viagem foram: a mochila (40L na Decathlon) e umas sapatilhas de trail (bendita a hora que perdi o amor ao meu dinheiro e investi nelas!). Na mochila meti biquinis, dois calções de ganga, uns calções brancos, várias t-shirts e tops, dois vestidos de dia e dois vestidos para a noite. Para calçar, levei as sapatilhas, umas Havaianas e umas sandálias rasas. Para além disso, e da roupa interior, levei dois pares de brincos, dois batons (não usei nenhum, como seria de esperar), uma mochila para usar durante o dia e uma carteira pequena para a noite. Só. Quanto aos líquidos, compliquei o que não tinha complicação. Bastava levar um creme de rosto e um pouco de água micelar para limpar a cara ao fim do dia. O resto comprei lá (champô, protetor solar, gel de banho, creme hidratante...).

Bom, mas levem o mínimo possível porque não vale a pena grandes produções e porque vão alombar com tudo às costas. Ao fim de um dia inteiro de mochila posta já vão estar a desejar ter tirado dos 5 vestidos que já não usam desde 2010 e que acharam por bem trazer. Mas não poupem nos livros. Mesmo. Podem levar dois ou três.


Bom, penso que não me esqueci de nada, que já referi tudo aquilo que fomos preparando antes do dia D. Acima de tudo pesquisem bem, definam prioridades e não vão com orçamentos apertados. Permitam-se a pequenos luxos como ir jantar fora, visitar um sítio que não estava nos vossos planos ou fazer algumas compras... As viagens também são isso mesmo. Mas acima de tudo vão com a intenção de conhecer o máximo que conseguirem. Só assim vão tirar partido do vosso investimento.

Talvez faça posts sobre cada uma das ilhas e dos sítios que visitei para esclarecer mais algumas dúvidas. Parece que ainda ficou tudo por dizer. Parece-vos bem? :)


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

sexta-feira, 21 de julho de 2017

grécia


As minhas férias foram especiais. Claro que foram. Quem diria, há um ano atrás, que agora iria estar a contar esta experiência na primeira pessoa? Realmente a minha vida tem dado voltas muito interessantes...

Tinha o objetivo de fazer uma viagem este ano, mas ainda não tinha pensado muito nisso. Não tinha nenhum sítio em particular que me apetecesse muito ir. Gosto de tantos destinos, pretendo visitar tantos sítios, mas nunca tinha pensado por onde havia de começar. E quando assim é, qualquer destino é perfeito.


Foi então que num dia de trabalho duro e sério, a Grécia não me saía da cabeça. E não me perguntem porquê. Foi mais ou menos como quando acordamos com uma música na cabeça - normalmente super irritante - e passamos todo o dia a cantarolar. Foi isso que me aconteceu. Quando cheguei a casa mandei mensagem a uma amiga a dizer mais ou menos isto: "E Grécia, não?". Ela disse "Bora". E assim foi.

Em pouco tempo começamos a ver ilhas, escolher roteiros, sítios para visitar, preços, acessibilidades, transportes... Compramos as viagens. Agora não havia nada a fazer. Depois foi, aos poucos, com muita pesquisa, ir construindo o roteiro completo.


Fomos com alojamentos, voos e ferrys comprados. O resto logo se via. Íamos com um plano e com informações úteis (horários dos autocarros - único meio de transporte público das ilhas que visitamos - preço dos locais que queríamos visitar,...). No final correu tudo como planeamos, sem sobressaltos. Mas a viagem foi uma autêntica maratona. Foram 10 dias de correria de um lado para o outro, de mochila às costas e cá-vamos-nós-para-mais-uma-aventura. E foi tão bom...

Posso dizer que dei o meu melhor para conhecer o máximo dos sítios onde ficamos alojadas, mas a verdade é que tirando Santorini, não conseguimos ver nem metade. Mas do que vimos posso dizer-vos que fiquei apaixonada pelo país, pelas pessoas, pela cultura, pelas paisagens, pela comida...


Se quiserem saber o roteiro da minha viagem, se tiverem alguma questão, qualquer coisa, digam! 
Não vou escrever mais sobre isso se não vos interessar. Não vos quero aborrecer com assuntos que não vos interessam para nada ;)


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

quarta-feira, 19 de julho de 2017

saldos da mango

Fiz uma compilação de alguns saldos da Zara há uns tempos. Hoje viro-me para os saldos da Mango, que me tem conquistado a cada estação - mais até do que a minha adorada Zara. Veremos o que vem por aí na próxima estação (mal posso esperar!).

 Blusa 14,99€ | Shorts 12,99€ | Chinelos 19,99€ | Chapéu 7,99€
 Blusa 9,99€ | Culottes 19,99€ | Sandálias 19,99€ | Casaco 39,99€
 Perfecto 69,99€ | Jeans 19,99€ | Sandálias 19,99€
Vestido 39,99€ | Necessaire 7,99€ | Sandálias 19,99€

E que tal as vossas visitas aos saldos? Têm corrido bem ou nem por isso? Eu confesso que já arrecadei mais dois casacos (socorro, é mais forte do que eeeeeeuuuu...) algumas peças que precisava mesmo como calções de ganga, por exemplo, e um vestido que era uma paixão antiga e que fui praticamente obrigada pela minha mãe a trazê-lo para casa. Tenho mais duas peças a aquecer-me o coração: uns stilettos pretos, lindos, básicos e intemporais da Mango e um impermeável cheio de pinta da Zara (outro casaco!). Mas acho que vou ter que ser forte e resistir.


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

segunda-feira, 17 de julho de 2017

muita força nesta hora


Ir de férias é ótimo, mas voltar à "realidade" também.

Aterrei em Portugal um pouco depois das 19h de quinta-feira. Eram 20h30 quando cheguei a casa. Jantei com a família e falei de tudo o que foi mais importante. Depois dediquei-me a tirar tudo da mala, pôr a lavar, arrumar o máximo possível toda a tralha - a pior parte de todas. Minto. A pior mesmo é fazer a mala. Depois de tudo isso, fui tomar um banho DAQUELES. Já estava acordada desde as 4h da manhã locais e andar em metros e aeroportos vários com uma grande mochila no lombo com 40º à sombra não é propriamente uma atividade em que se sobreviva sem umas gotas de suor a escorrer pelas costas - umas gotas... ahahaha. Bom, mas depois disso, fui preparar tudo para o dia seguinte: saco e roupa.

Quando me deitei já passava da meia-noite. Não me sabia tão cansada. Adormeci no segundo seguinte. Sexta-feira voltei ao trabalho. Estava tudo tranquilo, com metade das pessoas de férias. Pus em ordem o que consegui. Às 18h e pouco saí em direção a uma reunião que terminou perto das 20h. Fiquei felicíssima com a proposta, com a sinceridade, com os elogios e por conhecer pessoas tão boas. O cansaço nem se fez notar. Nesse dia, deitei-me depois das 2h.

O fim-de-semana deu para descansar um pouco (sábado de manhã), ir arranjar as unhas que já não estavam dignas e de passar pelo shopping com um objetivo específico. Encontrei o que queria e trouxe também comigo uma paixão antiga.

O domingo foi de luta. Não saí de casa mas fartei-me de trabalhar - que remédio. A quantidade de projetos que tenho não param só porque eu fui viajar. Por isso, domingo foi o dia de pôr ordem na casa e inteirar-me do que perdi estas duas semanas. Mas ainda tive tempo para ver um filme que queria ver há uns tempos e ainda deu para ir acompanhando a maratona de Game of Thrones no Syfy (o único canal que deu na minha casa este fim-de-semana).

A segunda está também a ser a dar-lhe. Como era de esperar. Mas no fundo eu não queria que fosse de outra maneira ;)

Hoje espera-me o regresso ao ginásio e o regresso às segundas às 22h10 sentada no sofá em família a assistir a mais um episódio de GoT! Mal posso esperar!


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

sexta-feira, 14 de julho de 2017

home


Estou de volta.

Voltei feliz, bronzeada e com várias estórias para contar, como esperava.

Preciso do fim-de-semana para organizar as tropas. Hoje já comecei no trabalho, sábado e domingo é para as roupas e para TODAS as outras tarefas e projetos que tenho para fazer... Acabou o dolce fare niente (que nunca o chegou a ser).

Daqui a nada há mais disto ;)

Prometo-vos falar sobre estes dias MA-RA-VI-LHO-SOS que tive pela frente. Vi e vivi coisas incríveis e venho de coração cheio e de alma tranquila e feliz. Mas peço-vos tempo...

Viajar é mesmo o melhor investimento que posso fazer.

Estão interessadas em saber coisas ou nem por isso? ;)


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

terça-feira, 4 de julho de 2017

do verbo ir


Chegou a minha vez.
Vou de férias.

Vão ser uns dias muito especiais, cheios de aventuras malucas e de descanso também. Durante 15 dias não contem ver-me por cá. Talvez no Instagram, mas sem promessas. Não sei se quero/vou ter acesso a wifi.

Parti hoje pela fresca. A mochila está pronta desde domingo, que ontem não havia tempo para preparar coisa nenhuma. E sim, vou de mochila às costas e carregadinha de vontade de conhecer o máximo que conseguir.

E fui para onde? Eheheh, surpresa. Mas querem adivinhar? Quem já sabe, não vale responder ;)
Depois talvez vos conte algumas coisas - sabem que nesse aspeto sou uma blogger muito fraca porque não gosto muito de expôr a minha vida. Mas vamos ver o que posso fazer.

Para já vim despedir-me de vocês. Fiquem contentes por mim, que eu trabalhei muito para ter estes 15 dias só para mim e eu acho que os mereço.

Vou fazer aquilo que mais gosto e que mais anseio: viajar. Não podia estar mais feliz. 


Considerem o blog encerrado para férias.
Pretendo voltar feliz, bronzeada e cheia de estórias para contar.


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

segunda-feira, 3 de julho de 2017

saldos da zara

A semana passada fui aos saldos. Precisava mesmo de comprar umas peças e aproveitei as baixas de preço. Não me perdi com nada até porque ou são monos - mesmo - ou já não há números - só XS ou XL. Porém, não perdi muito tempo nas pesquisas e a escavar as montanhas de roupa à procura do que pretendia. Comprei o que quis, dei uma olhadela pelo resto e voltei para casa.

Para vos facilitar a vida, escolhi algumas peças da Zara que até valem a pena o investimento, dependendo dos vossos gostos e necessidades. Vejam lá a ver se agrada ;)

Carteira 15,99€ | Calças e Sapatos 19,99€ | Camisa 17,99€
 Casaco 39,99€ | Sapatos 29,99€ | Calças 19,99€
 Calças e Sandálias 19,99€ | Camisola 7,99€ 
 Gabardine 19,99€ | Calções 17,99€ | Camisa 12,99€ 
 Casaco, Sapatilhas, Blusa e Calças 19,99€
 Perfecto e Calças 19,99€ | Top 7,99€
Jeans e Camisa 17,99€ | Chinelos 29,99€


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt

segunda-feira, 26 de junho de 2017

to love list

Já perdi a conta da edição em que vamos. Mas também não interessa porque para mim, estes posts são sempre bem-vindos.

Hoje em particular. Porque me apaixonei. Foi isso mesmo que leram senhores. Apaixonei-me. Não foi completamente acidental, mas ainda assim foi inesperado. Começo pelo início, pronto. Este fim-de-semana decidi rever o filme Tropa de Elite (o primeiro). Estava há muito tempo para voltar a dedicar-me a esse negócio. Lembro-me que tinha visto na altura em que tinha saído (andava eu no básico) e apesar de ter gostado, não achei assim taaaaanta piada quanto isso. Principalmente por ser brasileiro - tinha a mania que só via filmes em inglês. Depois de ver Narcos decidi que ia rever o primeiro - até porque já não me lembrava de nada do filme - e dedicar-me ao segundo. Demorou, mas este fim-de-semana foi o momento.

Capitão Nascimento
Apaixonei-me pelo Capitão Nascimento - quem não se apaixonou?! Bateu forte cá dentro. Quero, é para embrulhar e mandar entregar aquele modafoca giraço, todo mauzão e cheio de skills. E por ele eu "pedia para sair" (quem viu o filme, vai compreender). Sobre o Tropa de Elite, eu volto a falar mais à frente num post dedicado ao cinema. Hoje é só mesmo para admirar o que é bom. Digam-me lá que esta cara de quem "anda cá que já levas", badass, de uniforme preto não é um pedacinho de mau caminho. Digam-me lá... E eu no alto dos meus 15 anos não lhe achei piada nenhuma... Uma menina...

Mas eu não sou esquisita
Por mim também pode vir o senhor Wagner Moura. Porque um homem que também é sexy em Pablo Escobar, de barriga de 7 meses, bigode, entradas e camisas de manga curta amarelo cueca, é sexy em qualquer lado. Sô Wagner, podji vir. Ate um lacinho vermelho e apareça à minha porta. Mando a morada pelo WhatsApp

Leonardo DiCaprio
Não sei como é que ainda não falei deste babe aqui. Nutria uma terrível aversão pelo senhor desde que ele se atirou ao mar, largando a porta e caiu até às profundezas do Atlântico em forma de cubo de gelo. Temos que admitir que uma miúda de 5 anos não aguenta ver estas cenas dramáticas em que o príncipe morre no final. Aquilo foi um choque para mim. Pela primeira vez não houve um final feliz e o casal não viveu feliz para sempre. Penso que por isso nunca mais gostei do DiCaprio, o homem que, no fundo, foi honesto comigo e me preparou para a vida real. A vida onde eles acabam sempre por ir ao fundo, pelo autoclismo fora. Bom, mas isso são outros quinhentos. Fui obrigada a gramar com o senhor em O Grande Gatsby porque eu queria muito ver o filme, gostava da história e não queria abdicar desse prazer só porque era este miúdo a protagonizar. Pronto, foi o fim. Apaixonei-me por ele, pelo Jay, por tudo e comecei a devorar tudo em que o DiCaprio entrava: Apanha-me se Puderes, The Departed, Revolutionary Road, Shutter Island, Inception, J. Edgar, Django Libertado, O Lobo de Wall Street, O Renascido, entre muitos outros. Portanto, este amor foi lento e tímido, mas construído de forma sólida, com passos seguros.

E o primeiro português da lista éeeeeeee:
José Mata
Ai meu deus, ai meu deus! Coisa boa! Se é uma beleza convencional? Nop. Mas acho que é das pessoas que conquista com o je ne sais quois que há por ali. Aquele ar de mauzão, sempre com o sobrolho carregado, cheio de pose. Gosto muito. Não gosto sempre. Só quando tem a barba e o bigodinho como está agora. Na novela Amor Maior está um pedaço de mau caminho, tão badass - já toparam que tenho uma queda particular para os vilões? Terei que fazer terapia para perceber de onde é que isto vem? - e apesar de nunca ver a novela para além dos minutos em que estou na cozinha a limpar a loiça, posso afirmar com segurança que é a minha personagem preferida. Em Amor Impossível também não está mal para o género. Agora é sempre a melhorar Zé. Well done, babe, well done.

Termino por agora. E esta foi a primeira lista em que não existe um único (nem um para amostra hum) britânico. Depois não digam que eu não sou eclética.


Sticky&Raw
Facebook | Instagram | 
stickyandraw@live.com.pt